Papel...




"Olhe o papel, pode ser usado para escrever lindas histórias, e com uma borracha pode se apagar tudo e recomeçar, mais as marcas que o lápis deixar jamais irá sair.
Ele é usado, amassado, rasgado e depois vai para o lixo como todos os outros, porém pode ser reciclado e volta a ser papel, só que mais áspero e diferente.
Se você o rasgar e tentar juntar os pedaços, jamais ficará igual.
Assim somos nós, como o papel as pessoas passam e assim convivem conosco, e quando erram tentam apagar o erro com um "me desculpe"porém as feridas que ficam no coração não vão se apagar. Podemos ser usados por pessoas que não saibam nós dar valor, mais com as diversas pancadas da vida ficamos mais ásperos e vazios, jamais seremos o mesmo.
Compare sua vida a um papel e faça dela um "avião", que plana, livre pelo ar e sabe que terá uma mão que te impulsiona a ir para frente, e se cair saberá que sempre poderá levantar voo de novo.
Faça dela um "origami" que é um simples papel mais passada pelas mãos certas se transforma em uma verdadeira obra de arte.
Não seja um simples papel, mostre suas formas e sentimentos, e se for jogado de lado se recicle e mostre teu verdadeiro valor".